Saiba como fazer com que os recrutadores encontrem seu currículo na internet.

Se você está buscando por uma vaga de empresa, provavelmente deve ter acessado os tradicionais sites de emprego como Catho, Vagas.com, Infojobs, entre outros, correto? Nesse processo, geralmente já bate aquele sentimento de: será que alguém realmente vai ler meu currículo? Você se aplica para diversas posições e daí pra frente, caso ninguém entre em contato, é só expectativa por água abaixo, certo?

Isso acontece, por conta de vários fatores, dentre eles; sociais, culturais e empresariais de nosso país, em resumo, o RH de uma empresa chega a receber MILHARES de currículos por vaga, fazendo com que o processo seletivo seja uma grande guerra (ou sorte em alguns casos) para que você consiga uma entrevista.

Entretanto, hoje vamos te mostrar uma alternativa a essa tradicional forma de buscar por emprego e te dar até algumas dicas sobre como destacar seu currículo no competitivo mercado de trabalho. Você vai aprender neste artigo, o que é o hunting e saber como os recrutadores das empresas chegam até seu currículo de uma maneira alternativa aos sites de emprego convencionais.

Saiba porque você, que está em busca de emprego, deve saber o que é um headhunter e como funciona seu trabalho.

Headhunters, recrutadores, analistas de atração de talentos, analistas de recrutamento e seleção, entre outras variações de cargos, são algumas das possíveis nomenclaturas dadas às pessoas que exercem, dentro de uma empresa ou consultoria de recrutamento, a função de atrair e contratar profissionais.

Geralmente, quando uma empresa precisa contratar ela pode fazer isso de 2 formas. Uma delas é o chamado recrutamento passivo e que você conhece bem. – Isso mesmo, recrutamento passivo é quando uma empresa pública uma vaga, seja em um site de emprego, em suas redes sociais ou através de seu próprio site e espera que as pessoas apliquem a posição em aberto. 

Do outro lado, existe o recrutamento ativo, também conhecido como serviço de hunting ou executive search (esta última, uma nomenclatura mais antiga), neste caso, ao invés de publicar uma vaga e esperar que as pessoas vejam seu anúncio e se apliquem para a posição, são os profissionais de recrutamento que encontram seu currículo e entram em contato com você.

Como os profissionais de recrutamento encontram meu currículo?

O primeiro ponto importante é saber que isso funciona de forma online, ou seja, é importante você estar conectado às empresas por meio de redes sociais. No caso, a maneira mais eficiente é estar em uma rede social profissional, como o LinkedIn. Embora já muito utilizada, muitas pessoas ainda não conhecem ou acreditam só haver posições de níveis gerenciais, ou executivos. Porém, a cada ano, a plataforma está atingindo novos patamares, e hoje é possível encontrar vagas de todos os níveis e segmentos. 

Tendo um perfil no LinkedIn você verá vagas disponíveis em seu feed, e principalmente, vai poder se conectar diretamente com os recrutadores das empresas e das vagas que você almeja.

Então aqui vai nossa 1ª dica, se ainda não possui um perfil no LinkedIn, chegou a hora, clique aqui e faça seu cadastro!

Agora, vamos ao que interessa, como os recrutadores chegam até o seu currículo?

Ao criar o seu perfil, você perceberá que ele basicamente é o seu currículo. O legal disso é que você sempre poderá deixar ele atualizado e sempre que precisar de um currículo rápido e profissional poderá gerar um PDF em poucos minutos. (Você pode ver como fazer o download do seu CV nesse nosso outro post clicando aqui)

Bom, agora imagina como seria legal ao invés de ficar se aplicando para várias vagas, se simplesmente o recrutador te enviasse uma mensagem diretamente oferecendo uma oportunidade de conversarem sobre uma vaga? Sem dúvida é uma experiência bem melhor, correto?

Isso é super possível e para isso nós ensinaremos como os recrutadores encontram as pessoas no LinkedIn.

A plataforma do LinkedIn possui um mecanismo de busca, e é através desse meio que recrutadores utilizam palavras-chave para chegar até seu perfil. Esse mecanismo de busca é chamado de busca booleana. 

A busca booleana existe para que você tenha mais assertividade no que está buscando. No caso de recrutadores: encontrar perfis com maior aderência à vaga e que preencham os requisitos ou tenham as características pelas quais estão buscando. 

Para chegar a uma combinação de palavras que façam sentido, são utilizadas palavras “operadoras”, sempre em inglês e maiúscula, sendo elas: “AND” [em português: e], “NOT” [em português: não] e “OR” [em português: ou]. Caso tenha interesse em saber como utilizar, acesse aqui.

Antes de qualquer coisa, primeiro faça a seguinte reflexão: quais são as principais características técnicas da vaga que eu quero, e em quais possuo experiência?

Vamos aos exemplos do lado de um candidato ou candidata:

Você é um programador JAVA e busca por vagas na área.


Para que os profissionais de Recrutamento encontrem seu perfil, é imprescindível que você preencha seu LinkedIn com seu stack técnico na descrição de cada cargo, como exemplo:

Cargo: Programador Java 

Descrição do cargo: 

Desenvolvimento com linguagem Java, banco de dados: SQL e MongoDB, frameworks utilizados: Spring, Junit e JSF. [Você pode e deve complementar sua descrição com projetos, metodologias e resultados que obteve, de forma objetiva e em tópicos, isso facilitará a leitura]

Agora vamos entender do lado do recrutador como ele chegaria até o seu perfil:

No campo de busca, o recrutador utilizaria as seguintes variáveis:

(“Programador” OR “desenvolvedor”) AND “JAVA” AND (“SQL” OR “MongoDB”) AND (“Spring” OR “Junit” OR “JSF”)

Para ficar mais claro, vamos ler a sentença que o recrutador utilizou acima. Ele disse para o campo de busca:

“Me retorne perfis que contenham descrito as palavras (programador OU desenvolvedor) E java E (SQL OU MongoDB) E (Spring OU Junit OU JSF.)

Neste caso, o recrutador que estava buscando entendeu que o cargo pode estar escrito programador, desenvolvedor, developer ou outras variações, não importa, desde de que ele seja JAVA, por isso o E é utilizado. A mesma lógica se aplica ao restante da sentença, de acordo com o que este recrutador estava buscando.

Todas essas variáveis são levadas em consideração, embora o perfil seja apenas um, pois cada pessoa escreve seu currículo de sua maneira e o recrutador precisa ‘abraçar’ um leque maior de possibilidades para encontrar perfis aderentes à sua busca.

Como fazer meu perfil se destacar?

O ponto principal aqui, é deixar seu perfil acessível para profissionais de recrutamento. Primeiramente você deve deixar o seu perfil no Linkedin sempre atualizado e colocar as palavras chaves ideais no seu título, além de preencher o campo de competências e de experiências profissionais corretamente, pois são exatamente essas informações que recrutadores estão buscando. Se você deixar sua descrição em branco, ninguém te encontrará.

Existem muitas situações em que profissionais, ao ficarem disponíveis no mercado de trabalho, colocam no título do Linkedin: “Em busca de recolocação” “Disponível no mercado” “Estudante de graduação” ou não colocam nada. Isso dificulta que o perfil apareça na busca de recrutadores, diminuindo as chances de ser encontrado e ser chamado para uma eventual entrevista. Nenhum recrutador procura por um perfil utilizando as palavras: “em busca de recolocação.”

Se atente na atualização do seu perfil no linkedin, e em colocar de forma correta suas palavras chaves no título, lembrando que podem ser mais de um título, e devem ser separadas com a pontuação “|”. Por exemplo: Psicóloga | Recrutadora | Professora. 

O seu resumo no linkedin também aparece nas buscas, então não se esqueça de colocar os pontos principais da sua carreira, destacando suas experiências profissionais, habilidades, e as ferramentas e tecnologias que dominaUma dica interessante também, é personalizar o seu link de URL, deixando ele menor e tirando todos aqueles números iniciais, é legal trocar para uma forma mais simples colocando como exemplo o  seu nome e sobrenome: https://www.linkedin.com/in/victoriagchagas/, com essas informações, fica mais fácil de você ser encontrado por um recrutador e assim, facilita a sua busca por um novo cargo ou recolocação no mercado de trabalho.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *